Notícias O.C.S.S.J.

Peregrinação da Lugar-Tenência de Portugal à Terra Santa

No passado dia 10 de Fevereiro, regressou da Terra Santa um grupo de peregrinos que, acompanhado por 4 Sacerdotes Cavaleiros da Ordem do Santo Sepulcro, percorreu os Lugares Santos durante os 7 dias que durou a viagem.

Ao contrário do que tem sido habitual, este ano, dos 36 elementos do grupo, 18 não pertenciam à Ordem.

 

A Gruta da Anunciação, “onde tudo começou”, foi o ponto de partida desta peregrinação, onde todos rezaram o Angelus. Seguiu-se Caná, onde o Pe. Miguel d’Aguiar procedeu à Bênção dos Esposos a todos os casais presentes. De regresso a Nazaré a Missa Dominical foi celebrada na Igreja de S. José.

 

Nos dias que se seguiram, e enquanto pernoitaram na Nazaré, os peregrinos visitaram Tabgha – Mosteiro da Multiplicação dos pães; Cafarnaum – Casa de Pedro e Sinagoga; seguindo depois para Magdala, onde, todos puderam ver o lugar onde, nos últimos 2 anos, um grupo de jovens voluntários ligados à nossa Lugar-Tenência trabalhou durante o mês de Julho.

 

O Monte das Bem-Aventuranças foi o lugar escolhido para, nesse 2.º dia de peregrinação celebrar a Santa Missa. Num fim de tarde glorioso, com a luz do Sol a ajudar.

 

No dia 5 de Fevereiro, o terceiro da peregrinação, rumou-se bem cedo para o Monte Tabor onde, depois de uma visita com detalhadas explicações do guia da peregrinação, o Cav. Com. Cón. Bernard Besch, se celebrou missa na Basílica da Transfiguração. No Rio Jordão renovaram-se as promessas do Baptismo e, findo o almoço tardio iniciou-se a subida para Jerusalém.

 

O dia 6 de Fevereiro, foi quase todo dedicado a Belém, começando com missa na Gruta de S. José, visita à Basílica da Natividade, à Gruta do Leite e ao Campo dos Pastores.

Regressados a Jerusalém, os membros da Ordem, apressaram-se a trocar a roupa de peregrinos pelo uniforme completo, dirigindo-se em cortejo para a Basílica do Santo Sepulcro, onde estava anunciada, para as 18h00, uma “Entrada Solene”. E foi Solene esta entrada! Recebidos à porta da Basílica pelo Superior dos Franciscanos residente no Santo Sepulcro, ao som majestoso do órgão, Cavaleiros e Damas da Ordem, conduzidos por uma ala aberta para a sua passagem, entraram na Basílica cheia de gente de todos os cantos do mundo que, imediatamente ladearam a passagem, para espreitar quem seriam aqueles “visitantes especiais”... E os Franciscanos entoaram o Benedictus! Seguiu-se o discurso de boas-vindas “a esta vossa casa” e de agradecimento pelo trabalho que a Ordem realiza em prol da Terra Santa. Sentiu-se bem o peso da responsabilidade nesta recepção de boas-vindas. Todos os presentes testemunharam a enorme tarefa que pesa sobre todo e cada membro da Ordem – Zelar pelos que ficam a cuidar e a defender a “nossa” Casa!

Presidente da República condecora Cav. Com. o Cónego João Seabra

O presidente da República Portuguesa condecorou na passada Terça-feira o Cónego João Seabra com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, numa cerimónia que decorreu no Palácio de Belém.

 

“Foi líder de um movimento que, embora com grande projeção na juventude, depois, foi tendo uma projeção intergeracional progressiva, um dos movimentos com maior eco na juventude na área cristã, trazido para Portugal nas últimas décadas e que explica o porquê de haver aqui uma junção de portugalidade e de vocação universal”, disse o chefe de Estado.

 

 

O Cónego João Seabra, amigo de infância do presidente da República, foi apresentado como um apaixonado pela Educação e pela juventude, com referência particular à sua experiência como assistente nacional do Movimento Comunhão e Libertação.

 

 

“Portugal esteve centro dessa ação educativa e dessa aproximação aos jovens, mas não um Portugal fechado, um Portugal aberto, próprio da expressão muito específica da vivência de uma das realidades que têm a ver com a história do país. É um país riquíssimo nas suas expressões culturais e civilizacionais, mas em que a componente cristã teve, tem e terá uma componente apreciável, e essa componente é inseparável da portugalidade e de uma vocação universal”, sublinhou o presidente da República, citado pela Rádio Renascença.

 

 

Centenas de pessoas acompanharam a cerimónia, na Sala dos Embaixadores.

 

 

João Maria Félix da Costa Seabra nasceu em Lisboa, em 1949; licenciou-se pela Faculdade de Direito de Lisboa e entrou para o Seminário dos Olivais em 1973, fez a licenciatura em Teologia na Universidade Católica Portuguesa e em Direito Canónico, na Universidade de Salamanca.

 

 

Ordenado sacerdote a 5 de novembro de 1978, pelo cardeal D. António Ribeiro, foi capelão da Universidade Católica, pároco em Santos-o-Velho e na igreja de Nossa Senhora da Encarnação, no Chiado.

 

 

A Ordem do Infante D. Henrique destina-se a distinguir pessoas que tenham prestado serviços relevantes a Portugal, no País e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores.

Grupo de peregrinos da Lugar-Tenência de Portugal parte para a Terra Santa

Será já no próximo dia 2 de Fevereiro que partirá um grupo de peregrinos rumo à Terra Santa. Perto de 40 peregrinos, entre os quais cavaleiros e damas da Lugar-Tenência de Portugal, candidatos a membros da Ordem, bem como alguns amigos e familiares, visitarão e rezarão nos Lugares Santos, durante os 8 dias de duração da peregrinação.

 

Para muitos será uma estreia, para outros um renovar constante da enorme vontade de voltar sempre a esta Santa Terra. Dar testemunho como membros da Ordem, estando ao lado dos nossos irmãos e irmãs cristãos que aí vivem e padecem dificuldades; mostrar-lhes que não estão sós, que lhes estamos eternamente agradecidos por, contra todas as adversidades, continuarem a zelar e a manter a presença cristã na Terra Santa.


Notícias O.C.S.S.J.

Peregrinação da Lugar-Tenência de Portugal à Terra Santa

No passado dia 10 de Fevereiro, regressou da Terra Santa um grupo de peregrinos que, acompanhado por 4 Sacerdotes Cavaleiros da Ordem do Santo Sepulcro, percorreu os Lugares Santos durante os 7 dias que durou a viagem.

Ao contrário do que tem sido habitual, este ano, dos 36 elementos do grupo, 18 não pertenciam à Ordem.

 

A Gruta da Anunciação, “onde tudo começou”, foi o ponto de partida desta peregrinação, onde todos rezaram o Angelus. Seguiu-se Caná, onde o Pe. Miguel d’Aguiar procedeu à Bênção dos Esposos a todos os casais presentes. De regresso a Nazaré a Missa Dominical foi celebrada na Igreja de S. José.

 

Nos dias que se seguiram, e enquanto pernoitaram na Nazaré, os peregrinos visitaram Tabgha – Mosteiro da Multiplicação dos pães; Cafarnaum – Casa de Pedro e Sinagoga; seguindo depois para Magdala, onde, todos puderam ver o lugar onde, nos últimos 2 anos, um grupo de jovens voluntários ligados à nossa Lugar-Tenência trabalhou durante o mês de Julho.

 

O Monte das Bem-Aventuranças foi o lugar escolhido para, nesse 2.º dia de peregrinação celebrar a Santa Missa. Num fim de tarde glorioso, com a luz do Sol a ajudar.

 

No dia 5 de Fevereiro, o terceiro da peregrinação, rumou-se bem cedo para o Monte Tabor onde, depois de uma visita com detalhadas explicações do guia da peregrinação, o Cav. Com. Cón. Bernard Besch, se celebrou missa na Basílica da Transfiguração. No Rio Jordão renovaram-se as promessas do Baptismo e, findo o almoço tardio iniciou-se a subida para Jerusalém.

 

O dia 6 de Fevereiro, foi quase todo dedicado a Belém, começando com missa na Gruta de S. José, visita à Basílica da Natividade, à Gruta do Leite e ao Campo dos Pastores.

Regressados a Jerusalém, os membros da Ordem, apressaram-se a trocar a roupa de peregrinos pelo uniforme completo, dirigindo-se em cortejo para a Basílica do Santo Sepulcro, onde estava anunciada, para as 18h00, uma “Entrada Solene”. E foi Solene esta entrada! Recebidos à porta da Basílica pelo Superior dos Franciscanos residente no Santo Sepulcro, ao som majestoso do órgão, Cavaleiros e Damas da Ordem, conduzidos por uma ala aberta para a sua passagem, entraram na Basílica cheia de gente de todos os cantos do mundo que, imediatamente ladearam a passagem, para espreitar quem seriam aqueles “visitantes especiais”... E os Franciscanos entoaram o Benedictus! Seguiu-se o discurso de boas-vindas “a esta vossa casa” e de agradecimento pelo trabalho que a Ordem realiza em prol da Terra Santa. Sentiu-se bem o peso da responsabilidade nesta recepção de boas-vindas. Todos os presentes testemunharam a enorme tarefa que pesa sobre todo e cada membro da Ordem – Zelar pelos que ficam a cuidar e a defender a “nossa” Casa!

Presidente da República condecora Cav. Com. o Cónego João Seabra

O presidente da República Portuguesa condecorou na passada Terça-feira o Cónego João Seabra com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, numa cerimónia que decorreu no Palácio de Belém.

 

“Foi líder de um movimento que, embora com grande projeção na juventude, depois, foi tendo uma projeção intergeracional progressiva, um dos movimentos com maior eco na juventude na área cristã, trazido para Portugal nas últimas décadas e que explica o porquê de haver aqui uma junção de portugalidade e de vocação universal”, disse o chefe de Estado.

 

 

O Cónego João Seabra, amigo de infância do presidente da República, foi apresentado como um apaixonado pela Educação e pela juventude, com referência particular à sua experiência como assistente nacional do Movimento Comunhão e Libertação.

 

 

“Portugal esteve centro dessa ação educativa e dessa aproximação aos jovens, mas não um Portugal fechado, um Portugal aberto, próprio da expressão muito específica da vivência de uma das realidades que têm a ver com a história do país. É um país riquíssimo nas suas expressões culturais e civilizacionais, mas em que a componente cristã teve, tem e terá uma componente apreciável, e essa componente é inseparável da portugalidade e de uma vocação universal”, sublinhou o presidente da República, citado pela Rádio Renascença.

 

 

Centenas de pessoas acompanharam a cerimónia, na Sala dos Embaixadores.

 

 

João Maria Félix da Costa Seabra nasceu em Lisboa, em 1949; licenciou-se pela Faculdade de Direito de Lisboa e entrou para o Seminário dos Olivais em 1973, fez a licenciatura em Teologia na Universidade Católica Portuguesa e em Direito Canónico, na Universidade de Salamanca.

 

 

Ordenado sacerdote a 5 de novembro de 1978, pelo cardeal D. António Ribeiro, foi capelão da Universidade Católica, pároco em Santos-o-Velho e na igreja de Nossa Senhora da Encarnação, no Chiado.

 

 

A Ordem do Infante D. Henrique destina-se a distinguir pessoas que tenham prestado serviços relevantes a Portugal, no País e no estrangeiro, assim como serviços na expansão da cultura portuguesa ou para conhecimento de Portugal, da sua História e dos seus valores.

Grupo de peregrinos da Lugar-Tenência de Portugal parte para a Terra Santa

Será já no próximo dia 2 de Fevereiro que partirá um grupo de peregrinos rumo à Terra Santa. Perto de 40 peregrinos, entre os quais cavaleiros e damas da Lugar-Tenência de Portugal, candidatos a membros da Ordem, bem como alguns amigos e familiares, visitarão e rezarão nos Lugares Santos, durante os 8 dias de duração da peregrinação.

 

Para muitos será uma estreia, para outros um renovar constante da enorme vontade de voltar sempre a esta Santa Terra. Dar testemunho como membros da Ordem, estando ao lado dos nossos irmãos e irmãs cristãos que aí vivem e padecem dificuldades; mostrar-lhes que não estão sós, que lhes estamos eternamente agradecidos por, contra todas as adversidades, continuarem a zelar e a manter a presença cristã na Terra Santa.

Actualize a informação sobre a Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém
e sobre a Terra Santa, através do site da Lugar-Tenência de Portugal.

Tel: +351 213 426 853

Fax: +351 213 474 350

Rua do Alecrim, 72 -R/CDto. 1200-018 Lisboa

© Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém

Desenvolvido por:

Web design por:


Actualize a informação sobre a Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém
e sobre a Terra Santa, através do site da Lugar-Tenência de Portugal.


Tel: +351 213 426 853


E-mail: oessjp@sapo.pt


Fax: +351 213 474 350


Rua do Alecrim, 72 -R/CDto. 1200-018 Lisboa

© Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém

Desenvolvido por:

Web design por: